Get Adobe Flash player

Entrevistas

Iomar Batista

Economista - Fundador do Site do Empreendedor

Fundador do Site do Empreendedor – Iomar Batista, concede entrevista para acadêmicos, com fim de conclusão de monografia de final do curso de administração de empresas, contribuido para produção científica sobre empreendedorismo em nosso país. Clique...

ENTREVISTA EMPREENDEDORISMO:
APLICAÇÃO DOS CONCEITOS NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS BRASILEIRAS
Fundador do WWW.sitedoempreendor.com.br – Iomar Batista concede entrevista para acadêmico com fim de conclusão de monografia de final do curso de administração de empresas da Faculdade Serrana de Sobradinho – Fasep.
A contribuição foi de grande relevância para a formação dos alunos, que coletaram as perguntas, os mesmos a partir de seu projeto de pesquisa terão a oportunidade de se formar. Além disso, cabe destacar a contribuição da produção científica em nosso país para o desenvolvimento do conhecimento na área do empreendedorismo, que poderá subsidiar a atuação das micro e pequenas empresas e também de pessoas interessadas no tema, já que a mesma estará disponível para consulta na biblioteca da faculdade.
A pesquisa visou estudar como os conceitos do empreendedorismo poderão ajudar no desenvolvimento de estratégias vencedoras para as micro e pequenas empresas brasileiras.
Entrevista com Iomar Batista – Fundador do WWW.sitedoempreendedor.com.br
Primeiramente, como começou sua carreira? Aonde se formou e porque escolheu esse caminho profissional?
Sou natural de Juazeiro do Norte/Ce, concluí o Curso de Graduação em Ciências Econômicas e sou Pós-Graduado em Gestão, Consultoria e Elaboração de Projetos (lato senso). Já fui estagiário da Universidade Regional do Cariri - URCA, onde me formei, momento que muito aprendi o lado prático da Universidade. Por ser economista, pode praticar a elaboração de projetos econômicos financeiros, tendo posteriormente constituído uma sociedade e montado um Escritório, conveniado a algumas instituições financeiras para elaboração e análise de projeto. Me sentia com habilidade e aptidão para atuar como economista e prossegui neste caminho me especializando. Em 1995, desfiz a sociedade pois não estava sendo favorável, principalmente no lado financeiro, pois mesmo tendo excelente rentabilidade, havia uma grande desorganização de meu sócio. Desta forma, me interessei por uma instituição da qual fui parceiro e participei de um concurso para o Sebrae/Ce, para na área de atuação como economista, tendo sido selecionado e desde meados de 1997 sou funcionário da empresa. O cargo que ocupo é de Gestor de Projetos e Analista, me sinto satisfeito com o que faço e sugiro a todos que quiserem ser bem sucedidos que façam o gostam, com amor e carinho e dedicação.
Entrevista
Um pequeno empresário deve agir de que forma ao se deparar em sua empresa com a crise de falta de inovação?
R - Iomar. Bem, primeiro para se inovar não é necessário se realizar somente mudanças em nível tecnológico. Às vezes uma pequena mudança na embalagem do produto, o acréscimo de um ingrediente, por exemplo: uma tapioca com sabores diversos, doces ou salgadas, já é uma inovação. A criatividade e a originalidade são pontos fundamentais para que haja inovação. Quebrando-se o paradigma que a inovação se refira exclusivamente a tecnologia. O lançamento de novidades, a renovação dos produtos e a invenção de novos bens de consumos são formas de inovar os produtos.
Quando o empreendedor inicia um negócio e em certo tempo decide mudar de ramo. Qual o procedimento mais aconselhado?
R - Iomar. Antes de iniciar qualquer negócio o empreendedor precisa conhecer bem a atividade e deve buscar informações sobre o empreendimento. Desta forma, deve ler perfis sobre o negócio, visitar empresas concorrentes, conversar com futuros clientes e fornecedores. Quanto mais informações tiver sobre a atividade, maiores serão as possibilidade de êxito no negócio. Então quando a pessoa abre uma empresa e busca mudar de ramo, é porque não realizou estes procedimentos e assim não identificou sua aptidão para o empreendimento. O empresário precisa gostar da atividade que irá desempenhar e quanto mais ele tiver prazer pelo que faz, melhores serão os resultados.

Empreender em um ramo desconhecido (que o empreendedor nunca atuou, seja como empregado ou como empresário) é realmente um “tiro no pé”? É possível pesquisar e entender como este ramo funciona e ter sucesso?
R - Iomar. Sim, a leitura de perfis da atividade, o conhecimentos da estrutura da empresa, que tipo de móveis e utensílios são necessários, quais máquinas pode precisar, tudo isto ajuda o empresário a perceber se realmente se identifica com a atividade. Cito um exemplo: Para quem vai montar uma padaria é preciso inicialmente ter um bom padeiro e não somente isto, o empresário deve conhecer a atividade ou treinar outro funcionário para substituir o padeiro no momento que o mesmo tiver que faltar por motivos diversos. Também tem que ter o hábito de acordar cedo, 3:00 ou 4:00 horas da madrugada para funcionar o negócio.
Em sua opinião, quais os efeitos da aplicação dos conceitos de empreendedorismo nas micro e pequenas empresas brasileiras?
R. O empreendedorismo é essencial para o sucesso de qualquer negócio, os grandes empresários bem sucedidos somente obtiveram êxito, por que possuem ou desenvolveram as características do comportamento empreendedor. Destarte, o empreendedor deve buscar se capacitar, e participar de cursos nesta área, nestas oportunidades o empresário ampliará a visão de futuro, enxergará com mais facilidade os próximos passos que dará, aprenderá a correr risco calculado, estabelecerá metas para o futuro e com isto tenderá a obter mais sucesso.
O que é preciso fazer para introduzir uma cultura empreendedora na sociedade brasileira?
R. Hoje se tem disponível muitas capacitações, dentre estas palestras, cursos, oficinas e workshop, inclusive cursos gratuitos pela internet no site do Sebrae. Então, é preciso motivar o empresário para participar destes momentos, é necessário que se mostre quais benefícios logrará em se aproveitando estas oportunidades, evidenciando ao empresário o que ele ganhará por participar destes momentos, que retorno poderá ter para o negócio. Salientamos que o principal retorno será o crescimento da empresa.
Qual a melhor forma de implementar uma cultura empreendedora em empresas já existentes?
R. Inicialmente esclarecendo aos funcionários que esta é uma oportunidade de crescimento profissional e pessoal. Salientando que o conhecimento é um investimento que fica para sempre, pois, ninguém pode tirar o conhecimento que se absorveu, uma vez que guardamos em nossa mente. Assim, deve-se evidenciar que a implementação da cultura empreendedora na empresa provocará crescimento na mesma e concomitantemente beneficiará seus colaboradores.
Em sua opinião o que é preciso para desenvolver a criatividade das pessoas na busca por inovações?
R. È preciso que se oferte palestras, cursos e oficinas para os funcionários, estas focadas no desenvolvimento da criatividade do empregado, para que estes possam colocar a cabeça para funcionar e se tornar mais criativo. Também distribuindo livros com foco no assunto. Isto possibilitará muitas soluções de problemas na empresa e até na resolução situações pessoais e/ou no próprio lar. Tenho passados por muitas experiências de soluções pessoais onde com pequenas mudanças, geram-se melhoria de processo e resolução de situações problemáticas.
É possível conciliar um emprego formal e um empreendimento próprio? Explique sua resposta.
R. Depende do nível de empreendedorismo do trabalhador, se este for capaz de conciliar trabalho e negócio, sim! Por que não pode haver incompatibilidade. O profissional tem que ser capaz de se dedicar a empresa como funcionário e somente nos momentos de folga desempenhar a outra atividade. Conheço uma empresária que foi assistente administrativa e vendia peças íntimas de “porta em porta”. Num determinado momento a mesma passou a faturar mais com o negócio do que com o emprego e acabou montando um Box num mercado, posteriormente uma Loja no centro comercial da Cidade de Boa Viagem/Ce, lembrando que a mesma atuava no negócio apenas nos finais de semana, no horário do almoço e à noite.
Qual o seu conselho para quem quer empreender, mas precisa continuar pagando suas despesas mensais?
R. Numa situação como esta é preciso começar pegando mercadoria por consignação, qual seja, devolução do bem caso não seja comercializado ou somente pagar o produto após o recebimento do valor da mercadoria vendida, são pouco os estabelecimento que fazem isto. Outro caminho é conseguir recurso emprestado com a família, mas somente vale apenas se a pessoa já tiver experiência, por ex.: tenha sido vendedor destes produtos e conheça bem o segmento, para que consiga crédito a partir desta experiência.
Em sua opinião, quais os fatores determinantes para o sucesso de um empreendimento?
R. Primeiro conhecer bem o negócio e concomitantemente gostar do que faz. Enfatizo que este é requisito principal. Há um provérbio que diz: “Escolha um trabalho que tu ames e não terás que trabalhar um único dia de tua vida!” (Confúcio). Desta forma, qualquer pessoa que identificar suas habilidades ou aptidão e esta se enquadrar neste lema, será bem sucedido! Ainda sonhar com o negócio e desejar melhorar de vida, desta maneira é preciso buscar realizar o sonho e acreditar que este é realizável. Este é o lema do Site do Empreendedor (WWW.sitedoempreendedor.com.br), do qual somos fundador.
Já teve alguma empresa? Se sim, como foi ou como é a experiência?
Como citei acima, constitui um Escritório de elaboração de projetos, foi uma experiência muito valiosa, pois tive oportunidade de conviver com vários clientes e parceiros, e assim ampliar a rede de contato. Toda experiência pode nos trazer aprendizagem e conhecimento e isto é quem nos prepara para o futuro. Ao chegar no Sebrae, os colegas já haviam ouvida falar do nosso potencial e nos indicaram para prosseguirmos o trabalho que realizava antes, mas agora numa empresa que já estava solidificado no mercado. Com certeza já obtive muito crescimento na empresa atuando atualmente em diversas áreas, além de gerenciar projetos, sou conferencista de palestras diversas, principalmente no segmento de empreendedorismo e motivação.
Quais são as principais características que um empreendedor de sucesso tem?
Participei de um programa do Sebrae denominado EMPRETEC (acessar: WWW.sitedoempreendedor.com.br – menu e Empretec) e aprendi que temos que trabalhar as características abaixo para obtermos sucesso. Este é um workshops que trabalha as características do comportamento empreendedor:
• Busca de Oportunidade e Iniciativa – Capacidade de se antecipar aos fatos e criar novas oportunidades de negócios, desenvolver novos produtos e serviços, propor soluções inovadoras.
• Persistência – Enfrentar os obstáculos decididamente, buscando o sucesso a todo custo, mantendo ou mudando as estratégias, de acordo com as situações.
• Correr riscos calculados – Disposição de assumir desafios ou riscos moderados e responder pessoalmente por eles.
• Exigência de Qualidade e Eficiência – Decisão de fazer sempre e melhor, buscando satisfazer ou superar as expectativas de prazos e padrões de qualidade.
• Comprometimento – Faz sacrifício pessoal ou dispende esforço extraordinário para completar uma tarefa; colabora com os subordinados e até mesmo assume o lugar deles para terminar um trabalho; se esmera para manter os cliente satisfeitos e coloca a boa vontade a longo prazo acima do lucro a curto prazo.
• Busca de informações – Busca pessoalmente obter informações sobre clientes, fornecedores ou concorrentes ; investiga pessoalmente como fabricar um produto ou prestar um serviço; consulta especialistas para obter assessoria técnica ou comercial.
• Estabelecimento de Metas – Assume metas e objetivos que representam desafios e tenham significado pessoal; define com clareza e objetividade as metas de longo prazo; estabelece metas de curto prazo mensuráveis.
• Planejamento e Monitoramento Sistemáticos – Planeja dividindo tarefas de grande porte em subtarefas com prazos definidos; revisa constantemente seus planos, considerando resultados obtidos e mudanças circunstanciais; mantém registros financeiros e os utiliza para tomar decisões.
• Persuasão e Rede de Contatos – Utiliza estratégias para influenciar ou persuadir os outros; utiliza pessoas-chave como agentes para atingir seus objetivos; atua para desenvolver e manter relações comerciais.
• Independência e Autoconfiança – Busca autonomia em relação a normas e procedimentos; mantém seus pontos de vista mesmo diante da oposição ou de resultados ou de resultados desanimadores; expressa confiança na sua própria capacidade de complementar tarefa difícil ou de enfrentar desafios.
Segundo o Empretec ninguém apresenta todas estas características forte, mas consegue desenvolver aquelas paras as quais tem mais habilidade.
De onde surgiu a idéia de criar o site do empreendedor?
A partir de uma Empresa Cria que desenvolvemos no Empretec, desta forma criei um periódico denominado Informativo Empresarial em outubro de 2002. Este periódico tinha por propósito desperta nos empresários e futuros empreendedores - o espírito de vencedor. Desta forma, o lema do Informativo Empresarial era “Sonhe, deseje melhorar de vida, busque realizar o sonho e tudo em sua vida acontecerá!”. Aqueles que se determinarem a seguir este preceito, terão a oportunidade de tornarem-se vitorioso na vida e principalmente nos negócios. Como havia muitos incentivo para criarmos um site e colocarmos o material produzido no mesmo, após dois anos da constituição do Informativo Empresarial, criamos o Site do Empreendedor, o qual apresenta dimensões internacional, tendo visita de internautas de países de todos os continentes, e isto vem crescendo constantemente. Ressalto o o Site é um dos principal hobbes do dia-a-adia, motivo pelo qual não para de crescer e aqui cabe aquele provérbio do Confúcio: “Escolha um trabalho que tu ames e não terás que trabalhar um único dia de tua vida!”.
Como você analisa essa nova lei do empreendedor individual?
Esta é uma excelente oportunidade para os pequenos empreendedores, agora todo negociante: sacoleiro, borracheiro, carroceiro, cabeleireiro... quaquer pequeno negócio pode se formalizar e o melhor de tudo é que o empresário pode ter todos os direitos previdenciários. Caso seja uma pequena lanchonete e trabalhe o casal (marido e esposa), ambos podem se beneficiar, onde um será o empresário e outro será empregado, ambos com todos os benefícios previdenciários. Além do mais sai da informalidade e pode negociar sem precisar se esconder ou trabalhar como contrabandista.
Quais são os prós e os contras dos sites de relacionamento no empreendimento? Como essa nova forma de mídia pode ser aproveitada e quais os cuidados que o empreendedor deve ter?
Sem dúvida nenhuma é uma forma de aumentar a rede de contatos, as empresas precisam criar sua política interna, para que discipline a todos do empreendimento sem causar prejuízo para o próprio negócio. Com uma boa política interna e os devidos cuidados para que não haja excesso, a empresa pode ampliar a rede de contato e prováveis clientes.

José Iomar Batista da Silva
Economista – Gestor de Projeto e Analista do Sebrae/Ce
Pós Graduado em Gestão Consultoria e Elaboração de Projeto
Fundador do www.sitedoempreendedor.com.br
Blog – http://iomarbatista.wordpress.com

Receba as novidades do nosso site em seu email, cadastre-se!

Agenda


EVENTOS DE DIMENSÃO NACIONAL
Feira do Empreendedor 2016

20 e 23 de fevereiro
Pavilhão do Anhembi Parque
Sebrae-SP

01 até 04 março
Florianópolis/SC (Brasil)

15 a 18 de maio
Centro de Convenções, Poeta Ronaldo Cunha Lima
João Pessoa - PB

08 a 12 novembro
Expominas - Centro de Feiras
Belo Horizonte/MG

Conversor de Moedas

Avalie-nos

Sugestões

Enquete

Qual o conteúdo do site que você mais gosta?