Get Adobe Flash player

Histórias

O exemplo do planejamento e de um propósito

Não se tem dúvida que os Estados Unidos da América ainda são a grande potência do mundo contemporâneo, porém, observa-se após a queda do muro de Berlim, em 1989, um movimento de várias nações em criar mecanismos de diminuir a dependência dos Estados Unidos. Um exemplo foi a criação do EURO como moeda oficial da Europa, ou mesmo a mudança estratégica da China, e dos países em desenvolvimento, que mudaram a sua forma de negociar e de se relacionar com os americanos, principalmente desde o inicio do governo Bush.

Diversas nações do mundo ainda dependem da economia americana, e agora sofrem com esta falta de crédito e medo dos investidores. Entretanto, o povo americano entendeu que era preciso mudar, e dar uma guinada, rever diversos conceitos, e foi quando surgiu a esperança. E num país onde o voto não e obrigatório, a população participou de forma surpreendente da eleição presidencial.

Eleger o primeiro presidente negro da história dos Estados Unidos foi um fato extraordinário para um País cuja história é marcada pela segregação racial. Esta eleição mostrou que por vezes, as mudanças começam a ocorrer onde menos se espera. O paradigma é quebrado, onde se é mais difícil. A eleição de Barack Obama representa uma guinada importante da população americana na escolha de seu principal líder. Não por ele ser Democrata, visto que também retiraram o poder dos Republicanos, mas sim, pela pessoa que Obama representa para o Mundo. Um homem negro, de origem africana, que viveu no Havaí, e que chegou a Senador, e agora a Presidente dos Estados Unidos da America.

O mais impressionante de tudo isto é que apesar de todos os obstáculos, ele se planejou, trabalhou em prol de seu sonho, e quando a oportunidade chegou, ele teve coragem, enfrentou e venceu.

Obama nasceu em 4 de agosto de 1961 e fez sua graduação em ciências políticas pela universidade Columbia em Nova Iorque, para depois cursar Direito na universidade de Harvard, graduando-se em 1991. Foi o primeiro afro-americano a ser presidente da Harvard Law Review.

Obama atuou como líder comunitário e como advogado na defesa de direitos civis, até que, em 1996, foi eleito ao senado de Illinois, mandato para o qual foi reeleito no ano 2000.

Como membro da minoria democrata no período entre 2005 e 2007, ajudou a criar leis para controlar o uso de armas de fogo e para promover maior controle público sobre o uso de recursos federais. Neste período, fez viagens oficiais para o leste europeu, oriente médio e África, além de ter contribuído para a adoção de leis que tratam de fraude eleitoral, da atuação de lobistas, terrorismo nuclear e assistência para militares americanos após o período de guerra.

Sua experiência profissional e política é muito rica, além de ter estudado em uma das melhores escolas do mundo. Vale também a pena destacar o inegável carisma de Obama e sua capacidade de recuperar a imagem americana para o resto do mundo.

Pela primeira vez, os Estados Unidos têm um presidente representante da Geração X (nascidos entre 1961 e 1981), que substitui os ideológicos "baby boomers" (nascidos no pós-guerra) com um estilo diferente de exercer a liderança.

A partir do exemplo do novo presidente norte-americano, podemos analisar as principais características de um líder da Geração X:

Eclético - gosta de construir pontes para agregar pessoas competentes, em vez de dividi-las previamente em classes ou ideologias.

Conciliador - procura conhecer as diversas opiniões e encontrar um ponto de equilíbrio para atingir o consenso, mesmo em soluções que pareciam inicialmente contraditórias.

Pragmático - prefere tomar decisões a partir da análise de dados, examinando os temas de todos os ângulos e perspectivas.

Transparente - abre o jogo sobre os problemas e exige sinceridade de todos

Além de uma boa formação, experiência política e também em movimentos sociais, Barack Obama agregou às suas competências um forte investimento em estratégia e divulgação em redes sociais. Obama engajou todo mundo em torno de seu propósito.

A demonstração de se ter um propósito foi vista com Obama em seu discurso da vitória. Se tratou da fala de um estadista e não de um triunfalista. Ele não valorizou sua vitória pessoal. Ele está atrás de mudança e não de ser o 1º presidente negro a se eleger e provar pra todo mundo que ele pode! Ele tem um propósito, uma missão.

Obama nos mostra o exemplo de que competências alinhadas com um propósito gera resultados. O que importa de verdade para um líder é seu propósito, servir o bem comum, diferente dos falsos líderes que estão atrás somente de uma vitória pessoal.

E o que se pode aprender com este grande fato da história? Assim como a queda do muro de Berlim, representou um marco de ruptura em diversos conceitos, e que iniciou uma nova era, como a quebra de fronteiras e de conceitos geopolíticos. A eleição de Obama mostra que cada vez mais, a população se torna mais exigente na escolha de seus líderes, buscam pessoas compromissadas, realizadoras, éticas, e acima de tudo conhecedores de que o papel do líder é SERVIR, e não ser SERVIDO.

Fonte:
BARACK Obama - O exemplo do planejamento e de um propósito. FGV Online, 2009.

Lições de Vida

Receba as novidades do nosso site em seu email, cadastre-se!

Agenda


EVENTOS DE DIMENSÃO NACIONAL
Feira do Empreendedor 2016

20 e 23 de fevereiro
Pavilhão do Anhembi Parque
Sebrae-SP

01 até 04 março
Florianópolis/SC (Brasil)

15 a 18 de maio
Centro de Convenções, Poeta Ronaldo Cunha Lima
João Pessoa - PB

08 a 12 novembro
Expominas - Centro de Feiras
Belo Horizonte/MG

Conversor de Moedas

Avalie-nos

Sugestões

Enquete

Qual o conteúdo do site que você mais gosta?