22 de fevereiro de 2017

Reflexoes

Você é fruto de seus suas crenças


Você tem sonhos? Quais são eles? Deseja realiza-los? Quer uma vida melhor? Como agir para conseguir as coisas que mais deseja? Você pagaria uma boa grana para saber essas respostas, não é mesmo? Pois, saiba que não será necessário desembolsar um único centavo. Basta ler com atenção as dicas a seguir, aplicar os conceitos com competência para colher os frutos que tanto deseja e merece saborear.



O primeiro passo é saber que vivemos pensando que tudo é matéria, mas na verdade tudo é energia em movimento. A maioria das pessoas costuma acreditar naquilo que vê ou pensa ver. Por exemplo, se você estiver com muito medo e for obrigado a cruzar um cemitério sozinho por volta da meia noite, em escuridão quase que completa, é provável que veja muitas coisas que de fato não existem.



Isso porque além do pavor da travessia, você provavelmente acredita que pode haver fantasmas no local, daí a sua mente se encarrega de transformar as suas crenças em realidade. Tomando por base o exemplo da travessia do cemitério, pouco importa se havia fantasmas ou não pelo caminho, o que conta mesmo é que você provavelmente conviveu com grande carga de adrenalina, causada pelo pânico, gerando desconforto, sofrimento e infelicidade.



O que quero dizer é que as suas crenças criam emoções, que por sua vez geram vibrações em forma de energia, atraindo ressonância semelhante. Logo, as suas crenças acabam puxando para si o que você experimenta em seu mundo físico.



Então, quando se diz “eu vou acreditar quando eu ver” quer dizer na verdade que "você vai ver quando você acreditar." Suas crenças e emoções, consciente, subconsciente ou inconsciente, criam o que você vê. E isso afeta diretamente a sua vida, gerando felicidade, alegria, amor, dor, sofrimento, tristeza etc.



Então, eu lhe pergunto: você escolhe bem as suas crenças? Acredita que a vida é difícil ou fácil? Passa mais tempo preocupado ou relaxado? Imagina que hoje tudo dará certo, ou sai de casa e passa a maior parte do dia pensando nos problemas?



Tudo depende do que você acredita. Se você pensa que pode ou não pode, que é inteligente ou ignorante, capaz ou incapaz, engenhoso ou incompetente, feliz ou infeliz ou qualquer outra coisa, irá se transformar na sua realidade. Admita ou não, o que quer que acredite cria o que você vê.



É tudo muito simples. O que é real é o que você acredita ou o que você está sentindo. O que você vê é o reflexo de suas crenças. Como a sua mudança de crenças, o que você realmente vê ou experimenta são o que chamamos de mudanças.



Porém, mudar as nossas crenças nem sempre é fácil. Pois, elas geralmente foram modeladas desde que éramos bebês. Daí, ao longo dos anos tornam-se hábitos que viram nossas verdades. Na maioria das vezes não estamos mesmo ciente delas, apenas as aceitamos como realidade.



Ora, se é assim, como agir para mudar as minhas crenças? O primeiro passo é reconhecer que elas podem ser mudadas e que você não nasceu com elas. Ninguém precisa passar a vida na mediocridade. Quando você reconhece a crença e o impacto que ela tem sobre você, dá-se um poderoso passo para mudar a sua realidade.



Por exemplo, pare por alguns instantes e examine o que está passando em sua vida hoje. O que vê acontecendo em sua vida é uma poderosa informação para ajudar entender aquilo que você acredita. Preste atenção ao que você quer, mais ou menos, na sua vida hoje, na próxima semana, mês ou ano.



O que você está fazendo agora está levando você para mais próximo ou distante de seus sonhos? Use essa indagação para começar a reconhecer seus pensamentos, sentimentos, crenças, medos, expectativas e dar um novo rumo em sua vida.



Examine também as suas emoções. Como você está se sentindo nesse momento? As sensações boas estão ressoando em uma frequência mais forte do que as emoções dolorosas? Então, se você não se sente bem com determinado sentimento, trate logo de liberá-lo e substituí-lo por algo agradável que lhe faça sentir melhor.



Por exemplo, se você está amargurado, deprimido com vontade de passar o dia na cama, ao invés de aceitar esses pensamentos, levante-se imediatamente, movimente o seu corpo, erga os ombros e procure sair do ambiente que se encontra. Vá ao encontro de um amigo ou faça o que mais gosta de fazer. Pode ser uma caminhada na praia, bosque, shopping etc.



Busque algo que lhe faça descontrair. Pode ser algo simples como puxar assunto com uma pessoa próxima, assistir um filme de comédia ou, simplesmente, apreciar a natureza. Esse exercício de abstração é fundamental para afastar os maus presságios, atrair novas ideias e proporcionar momentos memoráveis.



A ciência prova que você não é uma vítima das coisas que ocorrem em sua vida. Você pode fazer escolhas, tem o poder de mudar as coisas e é seu dever assumir a responsabilidade pessoal por tudo àquilo que lhe afeta. Para isso é preciso tomar consciência de suas crenças e emoções, pois é agindo assim que você tomará as rédeas de sua vida. Lembre-se de que você é o único responsável pelo seu destino. Então, controle-o antes que alguém o faça.



Pense nisso e ótimo dia,



Evaldo Costa



Escritor, conferencista e Diretor do Instituto das Concessionárias do Brasil

Blog: www.evaldocosta.blogspot..com

Web Site: www.evaldocosta.com

E-mail: evaldocosta@evaldocosta.com
Siga no Twitter/LikedIn/Facebook/Orkut: evaldocosta@icbr.com.br




___________________________________
Atenciosamente,

Equipe de assessoria de Imprensa Tel (21) 2252-3900
Visite: www.evaldocosta.com.br
Blog: http://evaldocosta.blogspot.com

CONTATO
✉ contatos@sitedoempreendedor
✆ +55 55 5555-5555